10/07/2019 às 09h28min - Atualizada em 10/07/2019 às 09h28min

Ganhador do prêmio Esso de jornalismo , O jornalista de 77 anos morreu na madrugada desta quarta-feira (10/07/2019) de enfarte fulminante

METROPOLES
Na madrugada desta quarta-feira (10/07/2019), morreu um dos grandes nomes do jornalismo brasileiro. Paulo Henrique Amorim, 77 anos, passou por diversas redações e deixou um legado para a comunicação.

Paulo Henrique foi do jornalismo local para o mundial. O jornalista estreou no jornal A Noite, em 1961. Em seguida, trabalhou em Nova York, como correspondente internacional da revista Realidade e, depois, da revista Veja. Passou pela extinta TV Manchete e pela 
TV Globo, também como correspondente internacional em Nova York.

Em 1996, foi para a TV Bandeirantes, onde era apresentador do Jornal da Band e do programa Fogo Cruzado. Depois, foi para a TV Cultura. Em 2003, foi contratado pela Record TV, onde permaneceu por 13 anos no comando do programa Domingo Espetacular.

 

O jornalista, no entanto, foi afastado da emissora por tempo indefinidono fim do mês passado. As conversas são de que Paulo Henrique seria demitido por ser um crítico ferrenho do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A TV Record, capitaneada por evangélicos, apresenta um posicionamento favorável ao atual mandatário brasileiro.

Na Internet, Paulo Henrique Amorim mantinha o site “Conversa Afiada”, onde falava sobre a política nacional.

O jornalista tem quatro livros publicados, além de ser vencedor de prêmios importantes na profissão, como o Esso, na categoria de informação econômica por uma reportagem que fez. Ele deixa a mulher, a jornalista Geórgia Pinheiro, e uma filha, Maria Amorim.
VEJA O ÚLTIMO VÍDEO DO SEU CANAL NO YOUTUBE  O CONVERSA AFIADA

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

VOCÊ É A FAVOR DO TRABALHO INFANTIL ?

30.0%
70.0%
Moeda Valor
Servidor Indisponível ...